Galeria - Imagem 1
Galeria - Imagem 2
Galeria - Imagem 3

Mariana Rodrigues

Mariana Rodrigues é artista visual, digital designer e residente de Osasco, São Paulo. É graduada em Design Digital pela Universidade Anhembi Morumbi. A artista estuda pinturas abstratas como suporte de expressão para uma linguagem subjetiva do inconsciente, caminho que se desenvolve a partir de sensibilidades da natureza ligadas ao movimento. Integra o movimento Nacional Trovoa, onde articula e desenvolve ações pautadas em mulheres racializadas no circuito da arte brasileira. Em 2018 fez parte do coletivo AEANFDC (Ambiente de Empretecimento da Arte Nacional a Favor da Descolonização Cultural), realizando atividades, exposições e performances.

Na colaboração com o Ibirapitanga, Mariana decidiu representar com seu olhar suas frutas favoritas banana e mamão bem como Dona Laura a quem descreve como “mulher quilombola do Quilombo da Fazenda, de cerca de 200 anos de existência, localizado na Praia da Fazenda, uma das áreas mais preservadas de Mata Atlântica no estado de São Paulo.” Sobre a vivência e o processo de representá-la, Mariana conta: “Dona Laura me recebeu em seu lar de braços e coração abertos. Fiquei cerca de uma semana acampando no seu quintal, a poucos metros do mar. Com essa ilustração meu desejo é homenagear essa mulher guerreira ancestral que me ensinou tanto, mostrando outras perspectivas sobre o que é ser mulher negra em busca da sua liberdade na luta em manter seu território e tradição. A ilustração veio a partir de uma fotografia que tirei quando fomos em sua agrofloresta e bioconstrução. Ilustrei juntamente com uma bananeira e o coração da banana, que é utilizado para a preparação da deliciosa salada quilombola.”